Joomla TemplatesWeb HostingWeb Hosting
IGREJA ANGLICANA

  

REVMO. MIGUEL ÂNGELO DE A. UCHOA CAVALCANTI

BISPO DIOCESANO 

 

 

REVMO.  EVILÁSIO TENÓRIO DA SILVA JÚNIOR

BISPO SUFRAGÂNEO DA REGIÃO ECLESIÁSTICA 2

 

 

REVMO. FLÁVIO ADAIR TORRES SOARES

BISPO SUFRAGÂNEO DA REGIÃO ECLESIÁSTICA 1

 

REVMO. EDWARD ROBINSON DE BARROS CAVALCANTI

BISPO DIOCESANO EMÉRITO (IN MEMORIAM) 

 

 

SOMOS PARTE DO GAFCON

 

 

SOMOS FILIADOS À FELLOWSHIP OF CONFESSING ANGLICANS (FCA)

 

 

SOMOS CONVENIADOS À IGREJA ANGLICANA DA AMÉRICA DO NORTE (ACNA)

 

SOMOS MEMBROS-FUNDADORES DA ALIANÇA EVANGÉLICA

 

 

SOMOS MEMBROS DA ASSOCIAÇÃO PRÓ-CAPELANIA MILITAR EVANGÉLICA DO BRASIL (ACMEB)

 

Horário de Brasilia
Contador de Visitas
mod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_countermod_vvisit_counter
mod_vvisit_counterHoje1688
mod_vvisit_counterOntem1961
mod_vvisit_counterEssa Semana10690
mod_vvisit_counterÚltima Semana13965
mod_vvisit_counterEsse Mês47406
mod_vvisit_counterÚltimo mês66112
mod_vvisit_counterTodos2175001

Online (Logado a 20 min) 24
Seu IP: 54.204.94.228
,
Hoje é: 25-10-2014 22:47
Home Artigos Clero Reforma Protestante do Século XVI

Reforma Protestante do Século XVI

Pensamento do Clero

Reforma Protestante do Século XVI [1]

Apenas um movimento eclesiástico?

Rev. Maurício Amazonas, OSE (¬)

A Reforma Protestante do Século XVI não foi apenas um movimento eclesiástico. Para entender bem essa questão, faz-se necessário saber um pouco sobre a Alemanha de 1500. Ela era uma nação que ainda vivia a brigar em torno de suas etnias, talvez preservando ainda muito do que fora considerado pelos gregos e romanos como o “comportamento bárbaro” dos godos, visigodos e ostrogodos. O fato de estes povos viverem numa certa proximidade geográfica resultou no caldo de cultura conhecido como germanismo.

Mas o que fez a Alemanha sair dessa condição tão desfavorável e atingir o patamar de excelência e refinamento intelectual no mundo da Filosofia e da Teologia? Vamos respondendo a estas e outras questões à medida que formos falando acerca dos valores sobre os quais a Reforma se assentou. Dentre os muitos fatores, destacamos estes.

Em primeiro lugar, gostaríamos de dizer que o Movimento da Reforma do Século XVI foi um movimento que mudou a cosmovisão. Antes, o mundo era compreendido como um sistema de três andares. Deus estava no topo do mundo superior e espiritual. A Igreja estava no centro das decisões do mundo terreno e material. Quem estivesse de acordo com a Igreja, representada pela pessoa do Papa, estaria com passe livre para entrar em contato com Deus, no andar superior do mundo espiritual. Quem estivesse em desarmonia com a Igreja do Papa, estaria condenado a descer ao Inferno, ou mundo espiritual inferior.

Em segundo lugar, a antiga cosmovisão gerava um sistema de opressão. Para estar em harmonia com a Igreja do Papa era preciso “ler por sua cartilha” pagar os altos e abusivos impostos que ela cobrava. O Movimento da Reforma do Século XVI lutou contra essa opressão e propugnava a libertação do homem, que deixava de tributar ao Papa o papel de autoridade que o ligava a Deus. Agora a Bíblia é a autoridade sobre todos. Todos os que estão debaixo dessa autoridade podem ser considerados como homens e mulheres que integram “o sacerdócio universal” de todos os crentes.

Em terceiro lugar, o Movimento da Reforma do Século XVI propugnou a autonomia do ser humano. Já não mais era preciso a autorização do sacerdote para se pensar e tirar conclusões. Giordano Bruno e Galileu Galilei não alcançaram esse tempo. Agora, cada um é responsável por si diante de Deus. O “livre exame das Escrituras” libertou as pessoas da ditadura de se ouvir a Bíblia e produzir ciência apenas pela leitura da Igreja de Roma.

Em quarto lugar, o Movimento da Reforma do Século XVI ecoou como um grito de libelo nos campos político, econômico e social. Era político sim, pois quando um príncipe dizia que não mais pagaria tributo à Igreja de Roma, essa decisão resultava numa postura política. Mas também era econômica, pois o dinheiro economizado com os impostos seria realocado para obras que resultariam em benefícios sociais para todo o povo governado por esse príncipe. Portanto, era, também, um movimento político-econômico-social.

Em quinto lugar, o Movimento da Reforma do Século XVI se tornou em algo que ele não se propunha ser: um movimento sublevacionista. Esperamos não ser julgado como herege ou incrédulo por fazer esta afirmação. Quando Lutero foi convocado a se retratar diante da Igreja e ele se nega a fazê-lo, ele estava desafiando a autoridade do Papa e se preparando para a luta no campo armado, pronto a ser preso e morto, se necessário fosse. Se Lutero não tivesse tido o apoio dos príncipes, com suas armas e seu dinheiro, talvez tivesse tido a mesma sorte que teve John Wycliffe ou John Huss e Jerônimo Savonarola.

Finalizando, gostaríamos de destacar a Reforma do Século XVI como um movimento que lutou pela educação formal. Por volta do ano de 1500, a Alemanha ainda não tinha unificado o seu código linguístico. Com o advento da imprensa de Gutemberg, em 1450, estavam-se consolidando vários processos em direção ao Renascimento e Humanismo, arte e filosofia tão divulgadas na Europa do século XVI. Basta dizer que o primeiro livro a ser impresso foi uma Bíblia em latim (Vulgata Latina), concluída em 1455, demarcando o começo da produção seriada de livros no Ocidente. Dizemos assim porque o latim foi uma das línguas clássicas cultuadas pelo Renascimento.

Este pano de fundo possibilitou ao reformador Martinho Lutero traduzir a Bíblia do texto grego – outra língua clássica cultivada pelo Renascimento – diretamente para o alemão. Foi a partir dessa Bíblia que o povo despertou para estudar e aprender a ler, pois dessa forma poderia ter acesso à Palavra de Deus sem depender do sacerdote. Deus falaria diretamente com o seu fiel através das páginas da Bíblia. Isso deu uma alavancada na educação alemã, fazendo com que o povo saísse não apenas do analfabetismo, mas também largasse o comportamento belicoso e se devotasse às causas que enobreciam o espírito humano. A autoridade da Igreja fora substituída pala autoridade da Bíblia. Agora o sujeito poderia ouvir Deus falando com ele na sua própria língua, bastando, para isso, uma coisa: que ele soubesse ler.

Desse modo, a Reforma não apenas se ocupou em traduzir a Bíblia para o alemão, mas teve também a preocupação de alfabetizar as pessoas que gostariam de ler a Palavra de Deus. Por isso é que a Reforma se tornaria responsável pelo surgimento das primeiras grandes universidades da Europa e dos EUA. Conta-se que até hoje quando se estuda alemão e se tem alguma dúvida sobre a aplicação e o significado de alguns termos em alemão, então alguém pergunta: “Qual era o sentido deste termo para Martinho Lutero?”. Pronto. Encerra-se a polêmica em torno do referido termo. Isso, de per se, mostra a importância de Lutero para a unificação da língua alemã e para a educação do povo alemão.

Estas são algumas das razões para afirmarmos que a Reforma Protestante do Século XVI foi um movimento para além de simplesmente eclesiástico. Esperamos que nossa participação tenha trazido alguma contribuição. Muito obrigado a todos pela atenção!



[1] Palestra apresentada no dia 7 de novembro de 2009, na Sala Manuel Bandeira, da livraria Saraiva do Shopping Recife, em evento promovido pela Paróquia Anglicana do Espírito Santo, que teve como debatedor o Reitor da Paróquia, o Rev. Miguel Uchoa. Algumas ideias aqui resumidas foram frutos daquele debate.



¬ Rev. Maurício Amazonas, ose é Presbítero na Diocese do Recife; Presidente do Conselho Diocesano, Pároco da Paróquia Anglicana Jardim das Oliveiras, no Arcediagado Sul, em Recife-PE.

Comentários
Busca
Somente usuários registrados podem comentar!

3.26 Copyright (C) 2008 Compojoom.com / Copyright (C) 2007 Alain Georgette / Copyright (C) 2006 Frantisek Hliva. All rights reserved."

Última atualização (Sáb, 28 de Novembro de 2009 20:22)

 


Artigos Relacionados:

Powered By relatedArticle

Tradutor 53 Idiomas
Logar
toptan su aritma cihazi pompali su aritma cihazi pompali su aritma cihazi sihirli markalar seo uzmani firsat su aritma filtresi su aritma sebili toptan su aritma toptan su aritma cihazlari su aritma